DA UM PLAY AI!

ACONCHEGO - PE radio parceira

25/01/2020

Pitoniza na Radio Mixtura

Jaime Diko Lopes entrevista A MC Pitoniza
Segunda 3 de Fevereiro 2020 das 16h as 18h

SOBRE Pitoniza, mulher precoce, poeta MC, passou pelas ruas e as drogas das “calles” argentinas. Aos 16 anos, foi na escrita e no Rap music que encontrou novos caminhos que expandiram para os outros elementos do movimento, até que compreendesse a força
unida da rima, da batida, do movimento corpo-chão e da ocupação dos muros da cidade; o HIP-HOP.

Aos 18, fez as primeiras rimas nas praças de Guernica, seu bairro, localizado no extremo sul de Buenos Aires. Foi lá também na união Macumbeiros Crew, compostas por produtores e MCs que além da arte levam consigo a espiritualidade do candomblé.

Em 2016, chega ao Rio de Janeiro determinada a fazer da música sua premissa e a trocar vivências com o Hip-Hop do Brasil.

Descobriu assim, novas conexões com as raízes latinas e africanas. Neste processo lançou seus dois primeiros sons, “Mi Jurisdicción” e
“Hope Go Run” e canta na Fundição Progresso. Muda-se para São Paulo em 2018 e encontra no Grajaú um lugar de pouso como na sua "quebrada" de raiz. Iniciou nessa época o Projeto: Do Graja Pro Mundo, com foco no re-fortalecimento e disseminação do Hip Hop.
Apresentou-se em unidades diferentes do SESC, Casas de Cultura, Centros

Culturais espalhados pelo estado e em uma apresentação especial, na "Soy Latino" evento realizado no Memorial da América Latina. Deu entrevistas nas rádios FAAP e USP (2019).

Protagonizou o documentário “Cantos de Origen” dirigido pela AIC em 2019 e se apresentou na Expo Music São Paulo 2019.

Atualmente, integra a banda Resistência Pugnaz (RAP) com artistas residentes do Grajaú. Em dezembro (2019) lançou seu primeiro álbum Valores de forma totalmente independente. Pitoniza trás suas histórias, sua religião, seus valores, a rua, o rap, e o hip hop por inteiro. Seus passos levam aos palcos sua produção de “Hip Hop Afrolatino”

eternizando a memória de todos os elementos vivos e juntos.

ASÈ